No Dia dos Namorados, evite o mau hálito

Doze de junho é dia de receber e dar carinho. No Dia dos Namorados, nada melhor do que encher a pessoa amada de beijos, mas, para isso, é preciso estar atento ao seu hálito. Para curtir esse dia tão especial para os namorados, o melhor é não descuidar da saúde bucal e agradar o parceiro (a) com um hálito gostoso e um sorriso saudável. Para isso, a Associação Brasileira de Odontologia dá algumas dicas para os enamorados e para os que estão solteiros e querem aproveitar o próximo dia 12 acompanhados.

O mau hálito é conhecido cientificamente como halitose. Mais comum do que se imagina, pode ter consequências ruins para a sua vida, seja amorosa e até profissional. Para evitá-lo, alguns cuidados podem ser tomados. O primeiro passo é manter uma higiene diária da boca com escovação e uso de fio dental. É importante também visitar regularmente o consultório odontológico para que o profissional garanta que a limpeza dos dentes esteja sempre perfeita, evitando assim a formação de placas bacterianas que aumentam o mau hálito.

Outra dica importante é determinar se o seu hálito é fresco. A maioria das pessoas não tem consciência disso, porque o cérebro se torna aclimatado ao cheiro pessoal. A melhor maneira de auto-diagnosticar é observando a sua língua. Segundo os cirurgiões-dentistas, uma língua rosa brilhante indica um hálito fresco. Uma língua branca e de aparência escamosa pode indicar mau hálito. Lamba as costas da mão, deixe secar por alguns segundos, e depois sinta o cheiro da superfície. Assim é possível avaliar como está o cheiro. A respiração é também um fator essencial à saúde bucal, por isso observe se você está respirando pelo nariz. A ausência desse tipo de respiração pode sinalizar um problema de sinusite, desvio de septos, adenoides e rinite, caminhos para o bafo de onça.

Alimentos

Alguns alimentos podem provocar mau hálito, como alho, cebola, curry e peixes. Bebidas ácidas como cerveja, vinho, café e refrigerante também podem ser um gatilho. Elas contêm compostos que liberam o mau cheiro e são absorvidos pela corrente sanguínea. Limitar chocolates e doces é bom, pois o açúcar ajuda a bactéria a se reproduzir em sua boca, provocando o mau hálito.

E existem também os alimentos que corrigem o mau hálito. O chá verde tem propriedades anti-bacterianas que nocauteiam o mau cheiro. Canela contém óleos essenciais que matam muitos tipos de bactérias orais. Comer frutas e legumes, aipo ou maçãs, oferece dois benefícios: mastigá-los produz mais saliva na boca, e a textura firme ajuda a afastar bactérias. Melões, bagas, laranjas e outros alimentos ricos em vitamina C ajudam a matar as bactérias naturalmente. A água ainda é uma bebida considerada preciosa, quando o assunto é hálito. A água age removendo os restos dos alimentos que se acumulam na garganta, favorecendo a formação de um odor fresco. Caso tome todos esses cuidados e o mau hálito persistir, o melhor é procurar a ajuda de um cirurgião-dentista para saber a causa do problema e solucioná-lo.

Na hora do beijo…

Alguns cuidados devem ser tomados também na hora do beijo para evitar doenças como a Doença do Beijo. Cerca de dois bilhões de bactérias habitam uma única gota de saliva. Além delas, um vírus, o Epstein-Barr, que causa a mononucleose infecciosa, precisa apenas do contato direto da mucosa com a saliva contaminada para ser transmitido. A doença do beijo é caracterizada por mal-estar, febre, dor de cabeça e de garganta, aumento de gânglios, ínguas no pescoço e inflamação leve e transitória do fígado (hepatite). O melhor é sempre evitar os excessos, como alimentar-se e dormir bem. O mesmo cuidado vale para outras doenças que podem ser transmitidas pelo beijo, como tuberculose, hepatite e sífilis. O melhor é sempre manter a higienização oral frequente, pois ajuda a evitar outros problemas, como a transmissão de cárie, que também se aproveita da troca de saliva.

Como prevenir o mau hálito

  • Realizar uma boa higiene bucal, incluindo nesta rotina a limpeza de sua língua
  • Evitar intervalos superiores a 3 ou 4 horas entre as refeições
  • Beber de 2 a 3 litros de água (ou outros líquidos) por dia
  • Quem possuir próteses removíveis ou totais deve limpá-las após cada refeição, utilizando, de preferência, escova e produtos especiais
  • Evitar o consumo excessivo de alimentos com odor carregado
  • Evitar o consumo excessivo de café e de bebidas alcoólicas, especialmente se estiver estressado (a) ou ansioso (a)
  • Seguir sempre as recomendações do cirurgião-dentista para manutenção da saúde bucal.

O que é a ABO

Entidade sem fins lucrativos dedicada à defesa da classe odontológica e da saúde bucal da população, a Associação Brasileira de Odontologia (ABO) representa os mais de 235 mil cirurgiões-dentistas do País, congregando 321 células, sendo 27 Seções (em todos os Estados brasileiros e no Distrito Federal) e 294 Regionais, com 85 Escolas de Educação Continuada e 1.500 consultórios odontológicos instalados. Nestes espaços, são oferecidos atendimentos à população, gratuitos ou a preços de custo de materiais. A entidade realiza cerca de 10 congressos por ano, em vários Estados brasileiros, reunindo mais de 50 mil participantes nestes eventos.

Mais informações: www.abo.org.br

Fonte: Paranashop.

Copyright 2018. Todos os direitos reservados.